Recentemente, o diretor-presidente da Anvisa admitiu atraso na regulamentação do cultivo da planta, e já anunciou que deverá abrir uma consulta pública sobre o assunto. Além disso, a Fiocruz pretende desenvolver medicamento para epilepsia refratária. O Panorama discute a importância do desenvolvimento de remédios e as inúmeras dificuldades que os pacientes enfrentam como a disponibilidade, alto custo e importação.

Convidados: Maria Ângela Meireles, professora e pesquisadora da faculdade de alimentos UNICAMP. E Paula Dall Stella, diretora científica da ama+me – associação brasileira de pacientes de cannabis medicinal

Escreva seu comentário

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here